Detalhes

Todos nós conhecemos a velha máxima “pequenos detalhes fazem toda a diferença”, OU “as grandes ideias surgem na observação de pequenos detalhes” Pois é, e têm o seu fundo de verdade. Quer seja ao nível de relações interpessoais, empresariais ou até mesmo no mundo da moda. Os detalhes fazem diferença na composição de um visual. Mas nem sempre esta diferença é positiva, por isso o bom senso deve prevalecer sempre.

Em todas a sessões faço questão que a Ana capte os detalhes dos outfits, evidenciando os pormenores que harmonizam a composição. Neste artigo, irei partilhar convosco os detalhes de alguns looks fotografados ao longos de um ano de existe do blog. Espero que gostem!

Love.

Madame Moda

Fotos: Ana Mendes

 

Continue Reading

Black Dress

Os vestidos pretos são tanto melhores amigos das Mulheres quanto os Diamantes. Normalmente, quando não sabemos o que usa para um determinado evento ou situação inesperada, recorremos ao eterno e clássico preto, porque é sempre uma aposta certeira e nunca sai da moda. Todas as MULHERES devem ter pelo menos UM!

Mas como surgiu o vestido preto?

Não é exagero afirmar que o século XX começou para a moda quando Coco Chanel inaugurou o seu ateliê em Paris. Visionária, Chanel livrou as mulheres dos corpetes apertados, chapéus burlescos e roupas pesadas. Naquela época, a cor preta era atribuída às viúvas e às empregadas domésticas, e era inaceitável as mulheres usarem qualquer peça de roupa acima do calcanhar.

Por volta dos anos de 1926, Coco Chanel mantinha uma relação amorosa com um Inglês de nome Boy Capel. Depois da morte de Capel, o grande amor da vida de Chanel, num trágico acidente de carro, ela resolveu cortar um vestido preto para marcar o luto pelo seu English man.  Esse episódio triste da vida da Designer é retratado no filme “Coco before Chanel” (“Coco antes de Chanel”, protagonizado por Audrey Tautou).

O escândalo foi imediato, mas o sucesso também. O vestido preto com o qual Chanel chocou sociedade Parisiense em 1926 era reto, leve e com movimento, sendo depois publicado pela Vogue como “Ford”, em comparação ao carro de mesma cor da época, destacando a sua simplicidade de estilo e potencial de sucesso de longa duração.

Com a aceitação do público feminino, Chanel modernizou ao longo dos anos o seu vestido preto com diferentes cortes, silhueta, tecidos e caimentos. E mesmo nos dias de hoje, Karl Lagerfeld, diretor artístico da maison francesa, inspira-se e revisita o clássico pretinho básico, reeditando um dos maiores ícones da moda do século XX. Se observarem os desfiles da marca, vão verificar que em TODOS eles há um vestido preto BÁSICO.

 

Minha Escolha

Optei pelo vestido lápis com fecho corrido pelas costas. Repararam no pormenor das mangas? Pois é, ligeiro ruffle que tornou o vestido ainda mais elegante. O decote assimétrico também proporciona delicadeza e sensualidade ao vestido, deixando o colo desprotegido de uma maneira subtil.

A escolha do sapato era obvia, SCARPIN preto com lábios vermelhos impresso em 3D e clutch bag preta com spikes embutidos.

Coco Chanel não inventou apenas uma peça que se tornaria parte do guarda-roupa básico de qualquer mulher, ela lançou um estilo, uma referência de bom gosto e elegância que já dura mais de 80 anos.

O que estou a usar?

Dress: Hybrid

Scarpin: Asos

Clutch: Parfois

Beijinhos. MM

Continue Reading

M.A.C. Shadescents

Que cheiro teria o teu batom preferido? Através desta pergunta, a M.A.C Cosmetics decidiu usar os seus batons icónicos como inspiração para uma nova linha de fragrâncias.

A M.A.C Shadescents é composta por seis perfumes que vêm em francos com as cores dos batons correspondentes e têm notas que tendem aproximar em cheiros o visual proporcionado pela maquiagem. No mínimo, criativo!  O lançamento oficial ocorreu em Novembro de 2016, mas os produtos só chegaram a Portugal em Fevereiro de 2017. 

Simplesmente incrível! Apesar dos meus batons preferidos não constarem da lista (Flat Out Fabulous, Taupe e Diva), a ideia foi muito bem conseguida. E o preço? Cerca de 35 Libras +- 45 Euros (50 ml). Chega de blá blá blá. Vamos conferir os escolhidos?

Ruby Woo

O batom Ruby Woo é um dos mais conhecidos da MAC. É um vermelho intenso repleto de desejo. O perfume tem notas sensuais de couro, pimenta rosa e cereja silvestre.

My Heroine

Talvez o batom mais icónico e chamativo da marca, o Heroine tem um tom roxo vivo e marcante. Segunda a M.A.C, a fragrância é muito inesperada, bem rica, com um aroma de couro cordovão (de cabra), incenso e ládano.

Velvet Teddy

Graças a atenção recebida pela Kylie Jenner, o Velvet Teddy é o batom mais procurado – por isso, difícil de se encontrar nas lojas da MAC. O perfume é oriental, com notas mais fechadas de mel, baunilha e gengibre.

Candy Yum-Yum

Conhecido como o batom da Barbie, também foi eleito para constar da lista. O Candy Yum-Yum tem um tom de chiclete, bem rosa e aberto. Por isso, a fragrância que lhe foi associado é frutada, composto por notas de cereja, goiaba e íris Germánica.

Lady Danger

O Lady Danger também é um dos mais desejados, principalmente pelas mulheres negras. É um vermelho intenso com toque de laranja profundo, o que lhe confere um ar exótico e apaixonante. O perfume é dramático, sexy e poderoso – assim como o batom. O cheiro tem notas de açafrão, âmbar e frutos vermelhos.

Crème d’Nude

Um nude bem claro e pálido, o que limita um pouco o público alvo, ou seja, nem todas podem usar, mas sem dúvida é um dos preferidos. Tal como o batom, a fragrância do Crème d’Nude é, aveludado, sensual e refrescante, com notas de baunilha e veludo almíscar.

PS: Qual o vosso cheiro?

Love

M&M

Continue Reading

Louboutin On Lips

Estou completamente rendida pela coleção de batons do Louboutin. Como sempre, o designer continua a ser um dos triunfos da marca, que apostou na criação de batons, que podem também ser usados como acessórios. Claro que os produtos são da mais alta qualidade, mas visualmente eles são irresistíveis aliás, olhando para as embalagens ficamos com a sensação que se trata de um pendente ou algo precioso.

Ao todo são 36 tons que variam desde os mais básicos nudes, passando pelos sexies vermelho Louboutin, e vai ao encontro do marcante roxo.

Por enquanto os batons podem ser encontrados no site oficial da marca e em algumas lojas mais exclusivas. O preço? Também é especial, 85 Euros cada.

Mas, será que vale a pena? Sem dúvida que sim, contudo não deixa de ser um investimento que não estará ao alcance de todos

Continue Reading

Blucher Trend

Mais uma trend masculina que foi adaptada ao roupeiro feminino. Blucher ou Oxford como é conhecido popularmente, tornou-se uma peça essencial e presente em qualquer coleção de calçado nos últimos anos. Normalmente os sapatos de salto alto conferem elegância ao andar e torna a mulher mais esbelta, mas nada como o conforto de um sapato baixo, que podem ser uma alternativa para o ambiente de trabalho que não exige tanta formalidade, passeio ao fim de semana, para personalizar o outfit,  um truque de styling, ou ainda uma alternativa as botas, ténis e sabrinas.  

O modelo recebeu o nome de OXFORD, por ser um hit entre os alunos da universidade de Oxford, em Inglaterra, destacando-se dos outros modelos de calçados plano.

É comum encontrar modelos nas mais variadas cores e estampados. Atualmente, este calçado está disponível em cores metalizadas e foram adicionadas plataformas em alguns modelos. 

Minha Escolha

Como estamos na época mais quente, quis trazer uma proposta feminina, romântica, jovial e ao mesmo tempo CHIC. Para tal, recorri as Bermudas brancas e ao top listrado, definindo a cintura com auxílio de um cinto. Apercebendo-me que o look estava demasiado romântico e comum, sobrepus o Blazer branco em corte masculino, numa tentativa de atenuar o ar descontraído do visual. Calcei Blucer/Oxford também em tom branco permitindo o alongamento na minha silhueta. Arrematei toda a produção com a Bolsa oversized em preto e enlacei Bandana amarela à bolsa, que introduziu um pequeno apontamento de cor ao outfit. 

Continue Reading

FabuPlus

A Moda Não Tem Tamanho

Todos nós estamos sujeitos a cair na vulgaridade ou a colocar-nos numa situação constrangedora, quando usamos peças de roupas que não valorizam o nosso formato de corpo. E este é o segredo: AUTO-CONHECIMENTO. 

Por isso FABUPLUS, não deixem a sociedade definir o vosso estereótipo de beleza. Arrisque e ouse! 

ALGUMAS DICAS:

  1. Auto conhecimento: Se souber qual o seu formato de corpo, o tamanho que veste, os seus pontos positivos e negativos, já é o grande progresso. Muitas mulheres usam roupas que não são do seu tamanho real e que não se adequam ao seu tipo de corpo. Na dúvida, recorra as medidas fundamentais, tais como: busto, cintura e quadril/anca.
  2. AceitaçãoNão esconda suas curvas, evite comprar roupas exageradamente largas, como se estivessem grávidas. Porém, evitem roupas demasiado apertadas e justas ao corpo. O bom senso precisa prevalecer na hora de se vestir. Valorizem-se.
  3. Evite listras horizontais – Por serem continuas para os lados, e terem suas divisões horizontalmente, vão marcar principalmente a silhueta e dar impressão ótica de mais volume. Por tanto, se está acima do peso, opte pelas linhas verticais.
  4. Use decotes, mas sem exageros – Decote V alonga o pescoço e traz a atenção para o colo, ou seja, vai chamar atenção ao seu peito e disfarçar a cintura e anca.
  5. Use cores – A moda é um mundo colorido de possibilidades, por isso esqueça aquela máxima que o “preto disfarça”, com o tempo pode tornar-se cansativo e aborrecido. Use  e abuse das cores!
  6. Escolha a roupa íntima correta –Sutiã bem ajustado, body,  ou calcinha exatamente do seu tamanho. São peças que ajudam atenuar as protuberâncias dos quilinhos a mais, além disso, sentir-se-á confortável, evitando situações constrangedoras.Obs: Sabias que na Mauritânia a obesidade feminina é vista como um sinal de prestígio e riqueza, uma vez que a fome e subnutrição são os principais problemas nacionais. O padrão de beleza é completamente diferente do ocidental. Muitas mulheres sujeitam-se a períodos de intensa sobre-alimentação para ganharem peso.

Continue Reading

Vichy-or-Gingham

Algumas estampas nunca deixam de estar na moda, apenas têm os seus altos e baixos em consequência da evolução do mundo da moda. O vichy, também conhecido como Gingham, atualmente tem feito parte das coleções de estilistas por todo o mundo. A tendência foi hit nos anos 50 e 60 e ficou eternizada pela Brigitte Bardot.

De estilo étnico ou psicadélico, coloridas ou monocromáticas, as estampas geométricas criam um visual alegre e marcante, modernizando o nosso outfit. Quando bem usadas, valorizam nossa silhueta.

O vichy não só foi re-introduzido no roupeiro feminino, como ganhou uma leitura mais atual. O tradicional xadrez, geralmente visto em preto e branco, surge com novas cores (rosa, verde, azul, cinza), e com uma nova abordagem (os quadrados são mais pequenos).

Minha Escolha

Quando vi este conjunto, ainda não estava disponível nas lojas físicas, pelo que tive de encomendar on-line com receio que esgotasse. Na verdade, lembrei-me da minha infância, pois tenho presente algumas memórias que me remetem aos vestidos que usava na minha “África mama”.

Co-Ordenate Set: Conjunto lindo e fresco propício para os dias mais quentes.

Wedges– Em estampa vicky. Os saltos grossos dão um toque de elegância ao visual. Finalizei a produção com a bolsa em macrame.

Onde Comprar

Co-Ordenate Set: Zara

Wedge  Salto Cortiça: Zara

Bolsa Macrame: Parfois

Acessórios Diversos: Acessorize

Espero que tenha gostado.

Beijinhos

MM

Continue Reading

African Headbands

Enquanto Embaixadora do evento Africa Fashion Show, tenho tido o privilégio de contemplar as coleções de alguns estilistas Africanos. Digo-vos desde já, que tem sido uma descoberta interessante e incansável.

Dou por mim a dormir as 4h da manhã, quando tenho que me levantar as 7h, e nem contabilizo o número de horas que actualmente passo ao computador a enviar ou a responder e-mail.

Mas, reza o provérbio antigo que, quem corre por gosto não cansa rsrs.

Bem, mas hoje apresento-vos as bandoletes em estampa africana.  

Pra aqueles que tal como eu não gostam de se ver com turbantes, acho que as turbantes são uma boa alternativa, além disso, como estamos a nos aproximar do tempo mais quente, considero que deve fazer parte das peças desse verão.

Espero que gostem.

Love

Madame Moda

Continue Reading

Cursos de Verão Gratuitos

Hoje venho partilhar convosco, alguns cursos de verão de podem fazer sem gastos associados.

Introdução ao Design de Moda (curso de verão)

O curso de Introdução ao Design de Moda é um projeto de formação modular destinado preferencialmente a estudantes e profissionais que pretendam candidatar-se ao curso de Design de Moda (a iniciar dia 16/10/2017). Integra as seguintes Unidades de Formação de Curta Duração (UFCD) do Catálogo Nacional de Qualificações:
0252 – Elaboração de projectos criativos (50 horas);
2281 – Interpretação de croquis técnicos (25 horas);
5633 – Materiais e técnicas de desenho (25 horas);
0079 – Parâmetros de concepção gráfica, estilos de grafismo pessoais e contemporâneos e realização de maquetes (25 horas).
Actividades Principais:
– Aprender noções básicas de desenvolvimento de coleções;
– Aprender técnicas de representação de moda;
– Aprender a planificar e apresentar um portfólio. Mais informações clique AQUI 

Workshop Patchwork – Cria o teu Estojo (para maquilhagem ou tablet)

Objetivo geral: Criar e personalizar 1 estojo / bolsa de maquilhagem ou tablet com o recurso a técnicas de patchwork.

Desenvolvimento de técnicas que permitem:
  • Identificar e manusear diversos materiais têxteis, ferramentas e equipamentos;
  • Aplicar técnica de patchwork.

Os nossos especialistas partilharão contigo os seus conhecimentos e farão demonstrações das atividades inerentes ao desenvolvimento do produto. Mais Informações clique AQUI 

Transformação e Adaptação de Peças de Vestuário (VIDA ATIVA)

No final deste curso os formandos serão capazes de realizar operações de adaptação e transformação em diversas peças de vestuário.

 

  • Realizar peças de vestuário nas máquinas de ponto preso e corte-e-cose e reconhecer as tarefas básicas de modelação.
  • Realizar operações de adaptação e transformação em diversas peças de vestuário (camisas, calças, saias, vestidos e casacos).
  • Executar a confecção de componentes e de artigos de vestuário utilizando os equipamentos, as ferramentas e os procedimentos adequados. Mais Informações AQUI  

A Escola de Verão da FCSH|NOVA DE LISBOA

A Escola de Verão da FCSH|NOVA insere-se no projeto geral de abertura da Universidade à sociedade, e no cumprimento da missão de serviço público, consignada nos Estatutos da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. Visa contribuir para a qualificação dos cidadãos, nas áreas das Ciências Sociais e Humanas.

Nesta edição oferecemos-lhe um conjunto de cursos propostos por professores e investigadores da FCSH altamente qualificados. As diferentes temáticas abordadas procuram ir ao encontro das expectativas do público a que se destinam, podendo integrar quer um projeto de formação contínua, quer um suplemento educacional.

Programados de forma dinâmica e aberta, os nossos cursos destinam-se a um público variado, universitário e não universitário que pretenda atualizar os seus conhecimentos nos domínios das Ciências Sociais e Humanas.

Os cursos da Escola de Verão 2017 da FCSH|NOVA procuram ainda constituir-se como um ponto de encontro universitário entre Portugal, os países de Língua portuguesa, a Europa e o resto do mundo.

Por tudo isto, convidamo-lo a participar nesta iniciativa

Irá fazer parte de uma comunidade de estudantes e de professores motivados e atentos aos problemas, debates e desafios da sociedade contemporânea.

Coordenação & Secretariado

LISTA DOS CURSOS PODE SER CONSULTADA AQUI

 

Apostem na vossa formação e no vosso auto-conhecimento.

Espero ter ajudado!

Love

Madame Moda

 

Continue Reading

Escapadela Nazaré

Mais do que qualquer outra vila piscatória de Portugal, a Nazaré tem alimentado a mitologia do homem do mar, o herói que enfrenta grandes perigos para retirar o sustento do seu dia a dia. Conhecida pelas ondas gigantes s  que podem alcançar mais de 30 metros de altura, a pequena Nazaré, atrai os surfistas mais radicais oriundos de toda a parte do mundo. Mas, a cidade tem muito a oferecer aos viajantes que ali procuram desopilar o stress do dia-a-dia, descobrir novos sabores gastronómicos ou simplesmente fazer praia.

Onde ficar?

A vida apresenta, uma oferta diversificada de alojamento, com condições de excelência, rodeados de vistas panorâmicas únicas, que tornam a estadia bastante aprazível e inesquecível, quer sejam empreendimentos modernos ou tradicionais.

Preferi o turismo tradicional, optando pelo alojamento house Sweet Praia. Espaço muito acolhedor, com todo o conforto caseiro. Dispõem de uma decoração moderna, incluindo a “bubble chair” no quarto. A cozinha é equipada com os equipamentos elétricos e eletrónicos essenciais que nos permitem confecionar as nossas próprias refeições (o chá e o café são cortesia da casa 😊)

A casa de banho é moderna, com ótimas condições. Aliás, tirando a ausência de uma banheira, oferece todas as condições de um hotel 3-4 estrelas. As roupas de banho e de cama estavam limpas e higiénicas. A dona de espaço chama-se Ema e é de uma simpatia inigualável. Não só foi-nos buscar a estação rodoviária como ainda se disponibilizou para providenciar um pedido extra (organizar uma pequena surpresa ao aniversariante). Recomendo!

O que visitar?

Sítio da Nazaré

O interesse histórico-religioso e uma beleza natural incomparável constituem os grandes atractivos do Sítio da Nazaré. O Miradouro do Suberco, a 110 metros de altitude, abre-se a um dos mais belos panoramas marítimos de Portugal. Oferece ainda,  uma das vistas mais impressionantes e amplas de toda a costa Portuguesa. O Largo de Nossa Senhora da Nazaré tem uma das melhores varandas sobre a região: avista-se a serra de Mira de Aire e serra dos Candeeiros, toda a costa desde a Nazaré até Peniche.

Ascensor de Nazaré

A melhor forma de chegar ao Sítio da Nazaré é de ascensor: a viagem da Nazaré até ao Sítio é verdadeiramente encantadora. O ascensor foi inaugurado em 1889, sendo dos mais antigos equipamentos públicos do género em Portugal. O projeto é de autoria do engenheiro Raul Mesnier, também responsável pelos famosos elevadores de Santa Justa, da Glória e da Bica em Lisboa.

Ermida da Memória 

Pequena capela erguida no local onde supostamente Frei Romano depositou a imagem de Nossa Senhora de Nazaré em 714, depois da sua fuga do mosteiro de Cauliniana em Mérida, acompanhado pelo rei D. Rodrigo. Para além da representação do milagre de Nossa Senhora da Nazaré encontra-se na Ermida da Memória uma lápide que descreve o milagre de acordo com a versão de Frei Bernardo de Brito.

Santuário de Nossa Senhora da Nazaré

Foi um importante centro de peregrinação católica, sobretudo nos séculos XVII e XVIII. A divulgação impressa e iconográfica da história do milagre de Dom Fuas Roupinho, da responsabilidade do monge da ordem de Cister frei Bernardo de Brito, a partir de 1600, terá contribuído para o desenvolvimento do culto.

Entre a capela e o santuário, existe uma pequena feira tradicional. Aconselho experimentarem os doces tais como: figos secos, milho frito, biscoito de amendoim …etc. As feirantes trajam-se de forma tradicional, o que por se só já torna interessante a visita. 

Onde comer?

Esta é a melhor parte rsrs. Bem, fiquei com impressão que se come muito bem em Nazaré. Não tivemos tempo para explorar diversos restaurantes, pelo que decidimos descobrir os que nos foram recomendados pela D.Ema e outros por mera curiosidade.

Pequeno almoço– Fizemo-lo em casa, recorrendo ao pingo doce que dista a 750 m do local onde ficamos.

Restaurante Arimar – Que maravilhosa surpresa. Fica próximo do santuário da nossa senhora da Nazaré, enquadrado numa morfologia geológica privilegiada. Ali, a vista panorâmica é tanto perfeita quanto a comida. Optamos pela sopa de peixe e pelo arroz de marisco. Ambos os pratos estavam MARAVILHOSOS. Apetecia-me mergulhar no caldo do arroz. Preferimos a sangria de vinho tinto, para refrescar e contemplar o por-do-sol. Definitivamente havemos de lá voltar. Recomendo.

Restaurante Tosca Gastro Bar – Recomendação da D. Ema. Cozinha gourmet muito bem confecionada. Como entrada preferimos almondegas de alheiras com molho de frutos silvestres. Verdadeira perdição. O prato principal, foi o polvo com molho de manga e batatas a muro. O polvo estava no ponto certo, muito bem cozinhado, tenro e suculento. O local é muito acolhedor e agradável. Decoração moderna e com boa musica ambiente.

Restaurente Aleluia – de frente a praia numa rua muito movimentada. O restaurante é simpático e come-se bem. As nossas escolhas foram sopas de peixe, carapaus à Espanhola e arroz de Tamboril. Tudo muito gostoso e em doses generosas.

Gelataria gelatoMania – Para finalizar o dia de praia e refrescar do calor intenso, optados pelo momento “guloso”. Local muito movimentado, mas não achei os gelados nada de especial. O crepe não era dos melhores, alias, quase que não se sentia o sabor. O mesmo para o gelado.

Até a próxima ESCAPADELA!

Continue Reading